Como anda a JSR do Groovy?
05/03/2009 00:00
0
Oi,

Passeando hoje pelas JSRs, me deparei com a do groovy (JSR-241) e vi que ela está como "inativa" no JCP. Fui ver o que efetivamente este status significa:

Q: I've noticed that JSR XXX is labeled "Inactive". What does "Inactive" mean?
A: This means that the JSR has not gone final and that its Spec Lead and Expert Group have not published a milestone draft for their JSR in more than 18 months. This may mean that the specification has reached a particularly difficult stage in its development, or that the community interest in the JSR has waned. Once the "Inactive" label is applied, the PMO works closely with the Spec Leads of any "Inactive" JSRs to get them to produce the next milestone draft/release so as to remove the "Inactive" label. If the Spec Lead and Expert Group are unable to produce a draft after a further six months from the application of the "Inactive" label - that is to say, a JSR goes at least two years without posting a draft or release - the PMO may withdraw the JSR in question from the process.


Acabamos de receber mais uma versão estável do Groovy (1.6), que está bala! Mas e ai? Será que não veremos tão cedo essa JSR finalizada?

E ai, o que me dizem?

[]s,
Tags: Groovy


0
Sinceramente? eu acho ótimo. Quanto menos "oficial" e "padronizado" melhor, porque mais rápido se adapta.


0
[quote="kicolobo"]Sinceramente? eu acho ótimo. Quanto menos "oficial" e "padronizado" melhor, porque mais rápido se adapta.[/quote]

Será? Eu queria muito que fosse fechado para virar padrão e vir no JDK por default. Pelo menos a especificação, deixando a implementação de lado, como um JDBC por exemplo.

Acho que com isso ganhamos força na adoção dele. Por exemplo, não precisamos dizer que vamos usar um "third-part framework" para o cliente, mas sim componentes que a propria linguagem traz.

Sei que se engessa um pouco o procedimento também desta forma, mas fazer o quê, não se pode ganhar sempre <!-- s:P --><img src="{SMILIES_PATH}/icon_razz.gif" alt=":P" title="Razz" /><!-- s:P -->
29/04/2009 00:00


0
Como o Rod Jonhson da Spring costuma dizer:

&quot;Padrões são bons, a síndrome da padronização que é ruim.&quot;

Isso porque muitas vezes queremos padronizar algo que nem foi testado no mercado. E este foi o erro fatal do padrão J2EE.

O Java EE 6 hoje é uma maravilha porque os padrões são consolidados a partir de experiências e refinamentos de mercado.

Vejo o Groovy da mesma forma... assim que estabilizar de fato, não ser tão mais lento em relação ao Java, etc. temos que levantar a bandeira da padronização.



Ainda não faz parte da comunidade???

Para se registrar, clique aqui.


Aprenda Groovy e Grails com a Formação itexto!

Newsletter Semana Groovy

Assinar

Envie seu link!


Livro de Grails


/dev/All

Os melhores blogs de TI (e em português) em um único lugar!

 
Creative Commons
RSS Grails Brasil é mantido por itexto Consultoria.
Em caso de problemas contacte Henrique Lobo Weissmann (Kico) por e-mail: kico@itexto.com.br
Todo o conteúdo presente neste site adota o Creative Commons como licença padrão.
Ver: 4.14.0
itexto