Grails e Enterprise Applications
12/09/2008 00:00
0
Pessoal, apesar de ter mais de 16 anos de experiência em desenvolvimento de software, sou novo tanto no mundo Java quanto em grails e minha dúvida é a seguinte: considerando as tecnologias usadas no grails, seria possível considera-lo como um framework para desenvolvimento de Enterprise Applications? Grails tem a capacidade de criação de aplicações escaláveis e performáticas no mesmo nível que uma solução java pura?

Abraços,
Tags: Tópicos avançados


0
Olá Walter,

Diferentemente de Rails - que vem apresentando problemas nesse aspécto - acredito que o Grails mantenha grande escalabilidade e performance, uma vez internamente ele trabalha com Spring e Hibernate - frameworks que são usadas em aplicações EE puras e que fazem bem o seu papel num ambiente Enterprise.

Mas é um caso a se estudar, já que se trata de problemas complicados de se resolver depois que o sistema entra em produção.

Mais alguém pode comentar a respeito?
21/09/2008 00:00


0
Essa é uma pergunta muito interessante..

até um tempo atras estava nessa duvida....
estou pensando em começar um projeto que visa um porte de Grandes usuários, e nao sabia se fazia em Grails ou JSF com Spring e Hibernate.

Mais eu optei pelo Grails pela simplicidade e pq ele já tem o Spring e Hibernate =D

e pq Grails foi a primeira Framework Web que eu tive um contato mais Forte tbm. já tinha visto vRaptor um pouco de Struts e um pokito de JBoss Seam e JSF. e de todos estes prefiro o Grails =D
e o melhor de tudo é que nada me impede de querer usar JSF ou struts ou outro framework junto com o Grails....
05/02/2009 00:00


0
O que convém lembrar sobre Grails é: uma aplicação desenvolvida em Grails nada mais é do que uma aplicação JEE tradicional.

Sendo assim, no final das contas, você irá obter todos os benefícios provenientes de aplicações deste tipo, ou seja: escalabilidade, performance, segurança além de, é claro, a riqueza que a plataforma oferece. Tudo isto sem ter de gastar HORAS (ou DIAS) tendo de configurar zilhões de arquivos XML, integrar frameworks distintos, etc.

NO fim do dia o fato é: há dois caminhos a seguir: o tradicional, que inclui os demais frameworks JEE com os quais já estavamos habituados e o Grails (e outros frameworks que irão seguir a mesma linha). O primeiro caminho é tortuoso, enquanto o outro é BEM mais tranquilo.



Ainda não faz parte da comunidade???

Para se registrar, clique aqui.


Aprenda Groovy e Grails com a Formação itexto!

Newsletter Semana Groovy

Assinar

Envie seu link!


Livro de Grails


/dev/All

Os melhores blogs de TI (e em português) em um único lugar!

 
Creative Commons
RSS Grails Brasil é mantido por itexto Consultoria.
Em caso de problemas contacte Henrique Lobo Weissmann (Kico) por e-mail: kico@itexto.com.br
Todo o conteúdo presente neste site adota o Creative Commons como licença padrão.
Ver: 4.14.0
itexto