Mudar para a versão 2.0 final
28/09/2011 21:10
1
Estamos usando em nossos projetos a versão 1.3.4 do Grails ainda.

Estou querendo montar uma arquitetura melhor para os próximos projetos, retirando muita coisa que fica nos Controllers. Tipo um serviço para cada Domínio, onde ficam os acessos ao banco.

Queria saber duas coisas:

Já posso começar a trabalhar nos próximos projetos com a versão 2.0?

Vocês tem algum exemplo de uma arquitetura um pouco melhor usando Grails, pois no projeto anterior que tinha pra mais de 100 classes e tivemos dificuldades com um grande índice de acoplamento no controlador.

Tags: arquitetura


0
Oi Tiago, respondendo suas pergunas:

* Já posso começar a trabalhar com Grails 2.0 nas próximas versões?
Sim, desde que seja uma versão final, e não um pré-release como os que temos hoje. E quando isto for feito, você vai ter de se lembrar de ir atualizando constantemente a sua aplicação para os próximos releases com correções, pois COM CERTEZA o Grails 2.0 virá no seu primeiro release recheado de bugs, pois são muitos recursos novos.

* Arquitetura um pouco melhor com Grails: só vejo um modo. A melhor que conheço é aquela na qual os controladores são magros (bem magros), as classes de domínio simples (bem simples) e a regra de negócio toda implementada em serviços OU em código legado.

Já tive projetos Grails nos quais eu simplesmente não usava classes de domínios ou serviços. Nestes casos, como estava lidando com código legado, eu mapeava meus beans diretamente na configuração do Spring e meus controladores faziam chamadas apenas a estes. Com base no resulado, era feito o redirecionamento ou renderização que eu precisasse.



Ainda não faz parte da comunidade???

Para se registrar, clique aqui.


Aprenda Groovy e Grails com a Formação itexto!

Newsletter Semana Groovy

Assinar

Envie seu link!


Livro de Grails


/dev/All

Os melhores blogs de TI (e em português) em um único lugar!

 
Creative Commons
RSS Grails Brasil é mantido por itexto Consultoria.
Em caso de problemas contacte Henrique Lobo Weissmann (Kico) por e-mail: kico@itexto.com.br
Todo o conteúdo presente neste site adota o Creative Commons como licença padrão.
Ver: 4.14.0
itexto